Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Polícia Militar faz operação na Maré pelo 2º dia consecutivo

Policiamento foi reforçado no entorno do conjunto de favelas.
Ônibus queimado na Avenida Brasil, na terça feira. Foto: Renato Moura / Voz das Comunidades

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro realiza, pelo segundo dia consecutivo, uma operação no Complexo de favelas da Maré, na Zona Norte do Rio, na manhã desta quarta-feira (12).

De acordo com a corporação, o policiamento foi reforçado no entorno de algumas comunidades da região. A polícia também realiza um patrulhamento aéreo na área. Agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Comando de Operações Especiais (COE), do Batalhão de Ações com Cães (BAC) e do 22° BPM percorrem ruas da comunidade e da região.

A Secretaria Municipal de Educação informou que 42 escolas seguem fechadas. Já a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que o Centro Municipal de Saúde Vila do João e a Clínica da Família (CF) Adib Jatene, a CF Augusto Boal e a CF Jeremias Moraes da Silva interromperam o funcionamento. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que havia adotado um protocolo de segurança dos funcionários depois que um ônibus foi incendiado em frente à instituição, determinou que o trabalho nesta quarta feira seja remoto.

Saiba mais:

´Na manhã da última terça feira (11), um PM e outras duas pessoas morreram durante uma operação da PM no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A PM informou que o militar que morreu era Jorge Galdino Cruz, do Bope. Outro policial também foi ferido e na terça feira passou por cirurgia e segue internado no CTI do Hospital Federal de Bonsucesso.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]