Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

MCs cariocas são acusados pela polícia de apologia ao crime

Os MC´s Cabelinho e Maneirinho foram intimados a se apresentarem as autoridades para prestarem depoimentos

No final da manhã desta quinta-feira (29/10), os MCs cariocas Cabelinho, de 24 anos, e Maneirinho, de 25 anos, relataram em suas redes sociais que foram intimados pela Polícia Civil do Rio de Janeiro a deporem por acusações de apologia ao crime.

MC Maneirinho é nascido e criado no Morro do Serrão, em Niterói. Nesta semana foi surpreendido com a intimação da Polícia Civil do Rio a se apresentar para prestar depoimento às autoridades sobre o crime de apologia ao crime em suas músicas.

Nas redes sociais, o cantor pede apoio a comunidade do funk carioca.

Já MC Cabelinho, por volta das 11h de hoje, esteve na Cidade da Polícia para prestar depoimento sobre as acusações de apologia ao crime. O cantor também usou as redes sociais para comentar a intimação e demonstrou sua total indignação com o caso, ainda fazendo duras acusações.

Mc Cabelinho é nascido e criado na região conhecida como PPG (Pavão-Pavãozinho e Cantagalo), zona Sul do Rio, e estava no elenco da novela das 21h Amor de Mãe, da Rede Globo, interpretando o personagem Farula. A novela teve as gravações interrompidas por conta da pandemia.

Em ambos os casos, os dois cantores relataram o preconceito sofrido por aqueles artistas que saem das favelas cariocas e como são marginalizados por isso.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]