Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Após competição, Startups vencedoras do programa ‘Favela Inova’ ganham 100% de bolsa na Unisuam

Foram premiados startups em estágio inicial, na modalidade 'Germinação' e os em desenvolvimento, na categoria 'Incubação'
Foto: Divulgação / JUVRio
Foto: Divulgação / JUVRio

Uma competição entre Startups aconteceu na última sexta (8) no Centro Universitário Augusto Motta (Unisuam), em Bonsucesso, Zona Norte do Rio. O evento chamado Demoday, a final do programa do Favela Inova, foi realizado através do Polo de Inovação da Unisuam em parceria com a Secretaria Especial de Juventude (JUVRio). Com o tema “ O território não é um limite, mas sim um impulsionador”, o evento teve a intenção de apresentar novos negócios a investidores. Como resultado, tanto projetos em fase inicial quanto aqueles com um tempo de desenvolvimento foram premiados. 

O Turistando ganhou na categoria “Incubação” e o Favela Tem Delivery conquistou o segundo lugar. Em terceiro, ficou o Sassan: Soluções Naturais. Na modalidade “Germinação”, o FavelaApp foi o vencedor, e o Imagina e Foco ficou na segunda posição. Além disso,  houve uma votação popular, em que o Enviapages ,Turistando RJ e Educa Rio conquistaram o primeiro e segundo e terceiro lugar respectivamente. 

As startups que conquistaram o primeiro lugar ganharão uma bolsa de 100% para cada pessoa da equipe e quatro meses de uso gratuito no espaço coworking do Pólen, Incubação gratuita e premiação em dinheiro. 

Confira abaixo as contas no Instagram dos projetos vencedores

Germinação:
1° Lugar: FavelaApp ( @racordeiroh )
2° Lugar: Imagine e Foco ( @imaginaefoco )

Incubação:
1° Lugar: Turistando RJ ( @turistandobrasilrj )
2° Lugar: Favela Tem ( @favelatemdelivery )
3° Lugar: Sassan ( @sassancosmeticos )

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]