Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Moradores da Comunidade do Caramujo, de Niterói, estão há quatro dias sem luz

Segundo relatos de moradores, a Enel não deu nenhuma resposta e nem previsão de retorno da energia para região
Arte: Divulgação

Desde a tempestade que atingiu a região na última quinta-feira, os moradores da Comunidade do Caramujo, em Niterói, estão enfrentando uma situação desesperadora. A falta de energia elétrica já perdura desde o dia 5 de outubro, e as consequências estão bem calamitosas.

Moradores do Caramujo sinalizaram falta de energia na região.
Foto: Matheus Bahia / Reprodução

Segundo relato de moradores residentes da Rua Central, na comunidade do Caramujo, a situação é mais crítica pelo fato de que diversos idosos e pessoas acamadas dependem da eletricidade para equipamentos médicos essenciais. dão conta de que muitos estão passando mal devido à falta de energia. “Crianças sem poder fazer tratamentos respiratórios. Estamos em estado de calamidade e pedindo socorro”, detalha Matheus Bahia, morador da região.

Entramos em contato com a concessionária de energia Enel, responsável pelo fornecimento na região, em busca de esclarecimentos e providências. No entanto, até o momento da publicação deste material, não obtivemos resposta da empresa. A comunidade promete realizar um protesto na manhã da próxima segunda-feira, chamando a atenção da Enel para esta falta da energia.

Enel resolveu o problema no mesmo dia

Após responder o contato do Voz das Comunidades, a empresa Enel foi até o local para realizar o reparto técnico da energia. A energia foi estabelecida na tarde deste domingo, por volta das 5h30min da tarde.

E os moradores comemoram o restabelecimento da energia.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]