Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Impacto Social em Ação: empreendedoras do Alemão aprendem a fazer ovo de colher para vender na Páscoa

Quinze mulheres do Complexo do Alemão aprenderam a fazer ovos de chocolate no curso de capacitação oferecida pelo Voz das Comunidades em parceria com a Unisuam
(Foto: Josiane Santana / Voz das Comunidades)

Texto: Amanda Botelho | Fotos: Josiane Santana
Material produzido para o jornal impresso do Voz das Comunidades – Abril / 2023

Quando chega a Páscoa, espontaneamente pensamos nos deliciosos ovos de chocolate. Mas alguns comerciantes e consumidores estão desistindo do tradicional ovo por conta do aumento dos preços. Segundo dados da pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, o preço do chocolate aumentou 12% nos últimos 12 meses, ficando acima da inflação dos alimentos e do índice geral de 4,5%.

Quem gosta de economizar sem perder a tradicionalidade, apostou nos ovos de colher. A guloseima é tendência no mercado e uma boa opção para empreendedores que desejam investir neste período. No Complexo do Alemão, 15 mulheres aprenderam a fazer ovo de colher numa capacitação gratuita do Voz das Comunidades em parceria com a Unisuam. 

As irmãs Leandra Teixeira, de 18 anos, e Thatiana Teixeira, 16 anos, participaram do curso. Juntas pensam em produzir ovos para vender nos períodos de Páscoa e complementar a renda da família. Futuramente, as irmãs querem abrir um negócio. “A gente não tem empreendimento. Eu gosto de cozinhar e quero ser boleira. É a primeira vez fazendo um curso desse. Foi uma oportunidade muito boa. Na Páscoa esses ovos vão ajudar bastante a gente”, diz Leandra.

As irmãs Leandra e Thatiana nunca empreenderam. A capacitação é o primeiro passo para entrar no ramo gastronômico.
(Foto: Josiane Santana / Voz das Comunidades)

Quatro anos fora do mercado, Yanna Soares, 26 anos, parou de vender trufas por causa da pandemia. Com o aprendizado da capacitação, a Páscoa foi o momento ideal para voltar a empreender. “Eu já queria voltar, mas estava sem esperança. Com essa oportunidade, ressurgiu o sonho que estava adormecido”, conta Yanna.

Yanna aproveitará os ensinamentos da capacitação para voltar a empreender na Páscoa

Dona do Pastel Gigante da Canitar, loja localizada no Alemão, Ruth Rangel trabalha com bufê há 23 anos e viu na capacitação uma oportunidade de se aperfeiçoar na profissão. Nesta Páscoa, o objetivo de Ruth é colocar em prática o que aprendeu fazendo ovos para presentear os parentes. Aos 50 anos de idade,  a empreendedora sonha em fazer graduação em gastronomia. “Essas aulas despertaram o sonho que deixei de lado por causa da rotina de muito trabalho. Mas esse ano vou fazer pré-vestibular e ano que vem estarei aqui cursando faculdade”, afirma Ruth.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]