Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Da Cidade de Deus, ONG Nóiz presta homenagem ao menino Thiago Flausino

ONG realizará uma pequena cerimônia em homenagem ao menino Thiago e chamará atenção para violencia policial
Família esteve na Biblioteca da ONG Foto: Divulgação

A ONG Nóiz, localizada na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio de Janeiro, está se preparando para uma significativa homenagem que ocorrerá no próximo dia 18. O evento memorial marcará a inclusão do nome de Thiago Menezes Flausino, o adolescente de 13 anos que morreu em uma ação da Polícia Militar do Rio de Janeiro na comunidade em agosto deste ano, no memorial da biblioteca da instituição.

O falecimento de Thiago gerou revolta e comoção entre os moradores da comunidade, que continuam a lutar por justiça e clamam por paz na favela. Para recordar o trágico acontecimento, a ONG realizará uma pequena cerimônia que celebrará a vida de Thiago e chamará a atenção para a questão da violência policial nas comunidades do Rio de Janeiro. Jorge Gomes, renomado artista responsável pelo mural na biblioteca da instituição, adicionará o nome de Thiago à parede, juntando-se a outros nomes de vítimas de violência policial em diversas comunidades.

Artista Jorge Gomes adicionará o nome do menino ao mural.
Foto: Divulgação

O evento memorial é um ato simbólico de solidariedade e uma lembrança da necessidade contínua de transformação e mudanças positivas nas comunidades cariocas. A ONG Nóiz espera que este gesto possa contribuir para sensibilizar a sociedade sobre a violência policial e inspirar ações concretas visando a construção de um futuro mais seguro e justo para todos.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]