Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Entrada da UPA do Complexo do Alemão está sem luz há uma semana

Pacientes reclamam de ter que ficar na escuridão enquanto aguardam atendimento

Moradores que precisam do serviço da UPA no Complexo do Alemão enfrentam uma situação bem delicada. Há mais de 7 dias, a frente da Unidade de Pronto atendimento está um verdadeiro breu. Pacientes reclamam de ter que ficar no espaço fora da clinica na escuridão, a espera de atendimento.

Jessica moradora do Jacaré, ficou na porta tentando chamar um carro, sentido desconfortável com aquela situação. Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Jessica Silva, de 22 anos, é moradora do Jacaré e foi na UPA na noite da quarta-feira (16), pois estava com sintoma de Covid, mas a moça diz que não tinha medico de prontidão para atende-la. “Eu mal consigo falar, estou com os sintomas de Covid. Vim da UPA de Manguinhos pois estava lotada e quando chego aqui no Alemão, além de não ter médico, está maior escuridão aqui fora, agora vou ver se consigo um carro para ir até o (hospital) Getúlio Vargas.”

Nem a Rio Luz, nem a Secretária de Saúde responderam aos e-mails da equipe do Voz. Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Em nota, a RioSaúde informou que o reparo nas instalações elétricas em frente à UPA já está sendo providenciado.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]