Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

“Todas precisam vir se vacinar!” comentou criança ao receber a primeira dose da vacina no Vidigal

Imunização infantil iniciou nesta segunda-feira (17) por toda cidade do Rio
Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades
Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Começou oficialmente nesta segunda-feira (17) a vacinação infantil contra Covid-19 na cidade do Rio. Meninas com 11 anos completos foram contempladas hoje com a primeira dose da imunização. De acordo com  o calendário, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, as datas para a imunização de crianças de 5 a 11 anos segue até o dia 9 de fevereiro. 

Há exatamente 1 ano atrás na cidade de São Paulo, a enfermeira Mônica Calazans se tornava a primeira pessoa a se vacinar contra a covid-19 no Brasil. Atualmente, o país que já conta com mais de 68% da população vacinada com duas doses contra o vírus iniciou um novo ciclo, a vacinação das crianças de toda a nação.

Sobre a vacinação infantil

Seguindo as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacina aplicada é a Pfizer, única permitida para a imunização infantil.

Todas as crianças receberão duas doses em um intervalo de oito semanas, ou seja, dois meses; um prazo maior que o previsto na bula, de três semanas, menos de um mês.

Esta imunização contra a Covid-19 ocorrerá em ordem decrescente de idade (das crianças mais velhas para as mais novas), com prioridade para quem tem alguma comorbidade ou deficiência permanente e para crianças quilombolas e indígenas.

Imunização nas favelas

No Morro do Vidigal, Zona sul da cidade, na Cms Rodolpho Perisse, as meninas moradoras da comunidade deram o pontapé inicial na vacinação na manhã de hoje.

Ana Carolina Santana, de 11 anos, mora na localidade do quatorze. Ela falou sobre a importância de todas as outras crianças buscarem a vacinação. “Tomar a vacina é importante para se proteger e to feliz por poder tomar (a primeira dose). E que todas (crianças) possam vir com calma e coragem tomar a vacina”, comentou Ana Carolina. 

A profissional de saúde aplicando a vacina
Foto: Vilma Ribeiro/ Voz das Comunidades

Paralelamente a este momento, de acordo com o Painel Rio Covid-19 da prefeitura da cidade, doze crianças estão internadas com Covid na cidade. Elas integram o grupo de 506 pessoas que estão hospitalizadas na capital por conta do vírus.

Importância da vacina para os pequenos

Uma outra criança contemplada com a vacina pelos agentes de saúde da clínica foi a Maria Eduarda Ferreira, também de 11 anos. Ela lembrou que a vacina ajuda a conservar a saúde.

“Com o momento que estamos vivendo, é muito importante tomar a vacina para se prevenir e também cuidar da nossa saúde. E, várias crianças não têm essa a oportunidade de tomar vacina e isso é péssimo. Todas precisam vir se vacinar!”.

Foto: Vilma Ribeiro/ Voz das Comunidades
Maria estava com a mãe e ansiosa para receber a vacina neste momento
Foto: Vilma Ribeiro/ Voz das Comunidades

Meta do Comitê Científico é fazer com que as crianças recebam a vacina antes do início do ano letivo. É importante apresentar o CPF ou cartão do SUS na hora da imunização, além de não ter tomado nenhuma outro tipo de vacina nos 15 dias antecedentes a da Covid-19.

Confira, abaixo, o calendário completo deste mês:

Foto: Vilma Ribeiro/ Voz das Comunidades

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]