Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Tiroteio no Morro da Providência deixa moradores em estado de atenção

O ativista, morador da comunidade, Cosme Felippsen, teve que interromper um evento virtual durante o início da tarde, por conta dos tiros
Foto: Melissa Cannabrava / Voz das Comunidades

Foto: Melissa Canabrava / Voz das Comunidades

Um intenso tiroteio no Morro da Providência, no início da tarde desta quarta-feira (10), no Centro do Rio, interrompeu a circulação do VLT Carioca e assustou moradores da localidade. A região fica próxima da Central do Brasil, onde é grande a circulação de pessoas nesse horário.

Por volta do meio-dia, os moradores da região relataram sobre o caso nas redes sociais. Além disso, registraram imagens em que é possível escutar a sequência dos disparos.

Moradores registram o tiroteio Vídeo: Reprodução

Durante um encontro virtual a respeito do “DIA D CONTRA O COVID NAS FAVELAS”, apresentado pela Vereadora Tainá de Paula (PT), com diversos convidados, o ativista social e guia turístico, Cosme Felippsen, teve que interromper sua fala por conta dos tiros. O morador precisou se abrigar em lugar seguro, por medo de atingirem ele. Cosme estava na sua casa enquanto acontecia a operação policial na localidade.

Momento que a fala do ativista Cosme Felippsen é interrompida ao som de tiros.

“Eu estava ao vivo com lideranças faveladas, representantes da Faferj (Federação das Associações de Favelas do Rio de Janeiro), falando sobre o Dia D contra o Covid nas favelas. Estamos vivendo num período de pandemia, o governo deveria entrar na favela para auxiliar as pessoas contra o Covid-19, mas entra com tiros”, declara o ativista.

Em vídeo enviado pelo próprio Cosme, ele relata o que aconteceu no começo da tarde de hoje.

Vídeo: Reprodução
Vídeo: Reprodução

Segundo a Polícia Militar, uma equipe da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Providência realizava patrulhamento na localidade, conhecida como Pedra Lisa, quando atacaram a tiros. Houve confronto.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]