Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Prefeitura do Rio anunciou novas medidas restritivas de prevenção contra Covid-19

As restrições passam a valer a partir das 17h desta sexta-feira (05/03) e vai até o fim do dia 11 de março

Foto: Divulgação

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou novas medidas restritivas de proteção à vida, publicadas no Decreto nº 48.573 da edição dessa quinta-feira (04) do Diário Oficial do Município. Essas orientações passam a valer a partir desta sexta-feira (05). Caso haja o descumprimento dessas medidas, os envolvidos poderão ser multados.

Estará proibida a permanência de pessoas nas ruas, áreas e praças públicas entre 23h e 5h. Só é liberado entre 6h e 17h, para o funcionamento de bares e restaurantes; e proibição de comércio nas praias, incluindo quiosques e ambulantes.

Prefeitura do Rio
Foto: Divulgação / Prefeitura do Rio

“Nosso objetivo é nos antecipar, para que possamos manter os números baixos. A gente não quer decretar uma medida sem razão de ser. Não é achismo do prefeito. Busco me consultar com os especialistas para evitar que a gente tenha que tomar medidas muito mais duras, como outras cidades no Brasil estão tomando, fechando o comércio. Fortaleza decretou duas semanas de fechamento de tudo. Se a gente conseguir estancar esse processo de contaminação, a gente evita mortes. Tomara que essas medidas durem só uma semana”, frisou Paes.

Confira as principais medidas de restrição e possíveis sanções

PASSAM A SER PROIBIDOS:

– Permanência de pessoas em vias, áreas e praças públicas das 23h às 5h;

– Atividades comerciais na orla: quiosques, comércio ambulante fixo e itinerante. Não há vedação à presença de pessoas nas praias;

– Eventos e festas em áreas públicas e particulares, incluindo as rodas de samba;

– Funcionamento de boates e casas de espetáculo;

– Feiras especiais, feiras de ambulantes e feirartes. Não há proibição ao funcionamento das feiras livres.

SANÇÕES PREVISTAS:

Valor máximo da multa individual passa de R$ 112,48 para R$ 562,42. Exemplos: pessoas sem máscaras, aglomerações, etc;

Apreensão de mercadorias, produtos, bens, equipamentos, instrumentos musicais, entre outros;

Interdição do estabelecimento.

Estabelecimentos não citados no decreto devem seguir as medidas de proteção à vida relativas ao nível de classificação: risco alto.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]