Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Final da Libertadores: Sete crianças do Complexo da Maré viajam para o Equador neste sábado

Alunos da Escola Municipal Bartolomeu Campos de Queirós, localizada na Baixa do Sapateiro, foram selecionados através de um sorteio para assistir ao jogo do Flamengo
Foto: Reprodução / Redes Sociais
Foto: Reprodução / Redes Sociais

Maré presente no Equador! Sete crianças e dois professores da Escola Municipal Bartolomeu Campos de Queirós, localizada na Baixa do Sapateiro, no Complexo da Maré, viajarão neste sábado (29) até o Equador com dois professores da unidade para assistir à final da Taça Libertadores entre Flamengo e Athletico Paranaense. 

A viagem será patrocinada integralmente pela Outsider e a iniciativa da agência foi articulada por Fábio Justino, que atua em territórios favelados viabilizando formas de gerar acesso, inclusão e impacto social através do futebol. De acordo com Justino, chamou a atenção que muitas crianças desta escola nunca saíram de Bonsucesso ou visitaram locais como praia, museu ou cinema. Como eram muitos alunos inscritos, houve um sorteio para a seleção das sete crianças, que têm entre 11 e 12 anos. 

Para tornar isso tudo possível, houve muitos braços nesta ação. O apoio da professora Renata Cunha e do William Oliveira (Redes da Maré) fez com que a articulação dentro do território fluísse da melhor maneira. Além da conexão de Rodrigo Rollemberg com Nando Sampaio, proprietário da Outsider. 

Marcos, Ryan, Gabriel Silva e Gabriel Gomes são quatro dos sete estudantes selecionados
Foto: Renata Cunha

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]