Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

CUFA vai realizar ações de Dia das Mães em oito favelas do Rio no mês de maio; confira

Rodas de conversa, palestras e inaugurações fazem parte das ações para as mães nas comunidades
(Imagem: Reprodução)

Marcando os três anos do Mães da Favela, a Central Única das Favelas (CUFA), idealizadora do programa, está promovendo uma série de ações em favelas de todo o Brasil, nesta semana do Dia das Mães. As lideranças da instituição vão organizar atividades de ação humanitária, culturais e esportivas também em algumas favelas do Rio de Janeiro.

O Mães da Favela foi criado pela CUFA na pandemia, a fim de amenizar as dificuldades de mulheres moradoras de favelas, que chefiam os seus lares, colocando toda a sua capilaridade em prol das distribuições realizadas nesses territórios, impactando na vida de 17 milhões de brasileiros.

“Nossa instituição sempre valorizou o protagonismo da mulher. Fomos vanguarda com o Mães da Favela, e pretendemos seguir com as mobilizações que criamos, durante o programa, para nos mantermos do lado da luta dessas mulheres que são tão importantes em seus lares e seus territórios”, disse Kalyne Lima, presidente nacional da CUFA.

Confira as ações de Dia das Mães:

Favela: Urucânia

  • Horário: 17h
  • Local: Urucania
  • Data: 04/05
  • Endereço: Wilson de Souza Pinheiro, 725
  • O que vai ser/ter: Café da tarde, bazar e inauguração do novo espaço do Projeto Corrente do Bem Urucania.

Favela: Jardim Bangu

  • Horário: 9:00
  • Local: Jardim Bangu
  • Data:13/05
  • Endereço: Paulo Pedrosa, 24
  • Ação(s): Café da manhã com uma roda de conversas com as mães.

Favela: Jardim Bom Pastor

  • Horário: 9h
  • Data: 14/05
  • Ação(s): Café da manhã

Favela: Tijolinho Sepetiba

  • Horário: 14h
  • Local: CMS Adelino Simões
  • Data: 05/05 e 12/05
  • Endereço: Avenida 07
  • Ação(s):
    • Dia 5 -Palestra e atividades com a Fisioterapeuta Pélvica Rosana Francisco.
    • Dia 12 – Palestra e práticas de defesa pessoal com a Assistente social Loanda Rufino, do grupo Justiceiras e atividades com Anderson Cavalo Defesa pessoal.

Favela: Barro Vermelho

  • Horário: 14h
  • Local: Barro Vermelho
  • Data: 20/05
  • Endereço: travessa Seus, Nº5
  • Ação(s): Bolo, roda de conversa, lembranças para as mães, roda de conversa em homenagens às mães.

Favela: Morro da Cotia

  • Horário: 9h às 15h
  • Local: Quadra
  • Data: 13/05
  • Endereço: Av. Menezes Cortes, 820
  • Ação(s):
    • Defensoria Pública (3 defensores e equipe);
    • Detran ( 10 funcionários);
    • Emissão de RG na hora e gratuitamente;
    • Petição para 2° via de certidão de nascimento na hora;
    • Roda de samba e aula de dança (ainda estão fechando parcerias).

Favela: Jardim Bom Pastor

  • Horário: 9h
  • Data: 14/05
  • Ação(s): Café da manhã.

Favela: Fumacê

  • Horario: 15h
  • Local: ONG Amaab
  • Data:13 / 05
  • Endereço: Rua Eng.Jose Azevedo, 144 Realengo
  • Ação(s): Oficina de turbante, bingo e lanche

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]