Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Com apenas 12 anos, ator mirim da Cidade de Deus será protagonista de nova novela do SBT

Miguel Angelo vai interpretar Romeu Monteiro em 'A infância de Romeu e Julieta'
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Ator mirim da Cidade de Deus, favela da Zona Oeste do Rio de Janeiro, Miguel Angelo, de apenas 12 anos, será o protagonista de ‘A infância de Romeu e Julieta’, nova novela de Irís Abravanel que estreia no SBT, nesta terça-feira (9). Dirigida por Ricardo Mantoanelli e baseada na obra antológica e épica de William Shakespeare, a trama marca o primeiro papel de destaque do ator mirim na televisão. 

Dando vida à Romeu Monteiro, que é incentivado pelos pais desde pequeno a se tornar um jogador de tênis, no folhetim, ele é reconhecido pela educação, simplicidade e coragem de seguir os desejos do próprio coração. “Este personagem é um presente! Estou muito ansioso, um pouco nervoso, mas super animado com o desafio desta oportunidade que estou tendo de trazer à tona o meu talento na TV aberta pela primeira vez”, contou Miguel.

Exemplo para outros jovens negros periféricos, o ator reforça a pluralidade e diversidade que existem no subúrbio carioca. “Acredito que tenho uma responsabilidade muito grande e, que esse momento, será de inspiração para muitos meninos como eu”, destacou ele, que já participou das peças teatrais “O Mágico de Oz” e “O amor como revolução”; da série “O caçador”; dos curtas-metragens “Vó, a senhora é lésbica?, “O óculos da vovó” e “Samba de Enredo”, além do longa-metragem “Barba, cabelo e bigode”, lançado no ano passado. 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]