Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Carteira de Identidade Nacional começa a ser emitida pelo Detran RJ; saiba mais

O documento CNI isento de pagamentos de taxas ou DUDA e todos os cidadãos podem fazer
Foto: Serviço Federal de Processamento de Dados/Reprodução

Atenção, moradores! Novidade na área. Documento todo mundo tem e o nosso bom e velho “érre-gê” RG vai ganhar uma cara nova. O novo documento identificação, chamada de Carteira de Identidade Nacional (CIN) deverá substituir o RG. O novo modelo de identidade possui um QR Code, que permite verificar sua autenticidade.

Além do QR Code, o novo documento também terá versão digital no app GOV.BR, no menu Carteira de Documentos e também terá o CPF como único número de identificação. O CNI foi criado para dificultar fraudes. A primeira via da CIN é isenta do pagamento de taxas ou Duda (Documento Único do DETRAN de Arrecadação). Desde janeiro de 2023, o Detran está fazendo a emissão escalonada do documento por idade. Até o momento, já foram produzidas 659.283 carteiras no estado.

Além de objetos gráficos que impedem a falsificação, a CIN tem um código internacional utilizado em passaportes, chamado MRZ (“Zona Legível por Máquina” na tradução do inglês e tradução livre), que simplifica o uso da identidade como documento de viagem, sendo lido em terminais de autoatendimento nos aeroportos

Como obter a sua CIN?

Para emitir a CIN, o cidadão tem que levar a certidão de nascimento ou de casamento e o número de inscrição no CPF. É possível agendar a mudança para o CIN nos Poupatempos espalhados pela cidade. Quem não tiver CPF, pode tirar o documento pelo site da Receita Federal ou em unidades conveniadas como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Correios e cartórios de Registro Civil. A partir de 2032, a CIN será obrigatória em todo o território nacional.

Com a nova identidade, a probabilidade de fraudes é menor, visto que antes era possível que a mesma pessoa tivesse um número de RG por estado, além do CPF. Com a CIN, o cidadão passa a ter um número de identificação apenas.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]