Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

MC Kátia, pioneira do funk, falece aos 47 anos

Conhecida como "A Fiel" nos bailes de funk da década de 2000, artista faleceu após enfrentar complicações de saúde
MC Katia
(Foto: Reprodução)

O cenário musical do funk perdeu uma de suas figuras icônicas no último domingo, com o falecimento de MC Kátia aos 47 anos. A artista, conhecida como “A Fiel” nos bailes de funk da década de 2000, faleceu após enfrentar complicações médicas.

MC Kátia, cujo nome real era Katia Silva, foi hospitalizada em julho para a remoção de um mioma de 5cm em seu útero. A cantora também foi diagonosticada com trambose. Ela compartilhou a notícia com seus seguidores, anunciando a necessidade de amputar parte de um de seus pés para conter a progressão da doença.

MC Kátia deixou uma marca indelével na cena musical do Rio de Janeiro, tornando-se uma figura reconhecida e amada nos bailes de funk dos anos 2000. Seu apelido “A Fiel” ressoava entre os frequentadores desses eventos, destacando sua influência e carisma. Sua música não apenas proporcionava entretenimento, mas também representava a cultura e a expressão artística únicas do gênero musical.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]