Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Há 1 ano, Lula visitava o Complexo do Alemão

Na época candidato, atual presidente fez caminhada com moradores pela Estrada do Itararé
Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

No dia 12 de outubro de 2022, a Estrada do Itararé, que serpenteia o Complexo do Alemão, testemunhou uma cena histórica. Milhares de pessoas inundaram a via, transformando o asfalto cinza em um oceano de expectativa, todos com um único propósito: ver Luiz Inácio Lula da Silva.

Lula, então candidato à presidência do Brasil nas eleições de 2022, chegou ao Complexo do Alemão por volta das 10h da manhã. A atmosfera, já eletrizante, cresceu exponencialmente quando o ex-presidente desceu do carro que viera. Seus seguidores aclamavam seu nome e agitavam bandeiras, enquanto Lula era calorosamente recebido por figuras notáveis, incluindo Renê Silva, CEO do jornal Voz das Comunidades, e Anielle Franco, do Instituto Marielle Franco.

Posteriormente, Lula se reuniu com líderes comunitários do Rio de Janeiro, políticos, artistas e líderes de projetos sociais. Os voluntários do Voz das Comunidades presentearam o ex-presidente com um boné que ostentava as letras “CPX”, representando o Complexo e suas comunidades – o que deu muita polêmica nos dias que se seguiram.

Enquanto Lula estava na Casa Voz, a Estrada do Itararé ganhava vida com cores vibrantes. As pessoas se reuniam ao longo da via, dançavam, cantavam músicas de campanha e estendiam faixas e bandeiras. Mototaxistas preparavam um corredor para receber Lula, com suas buzinas aguardando ansiosamente. A bateria da escola de samba Imperatriz Leopoldinense afinava os instrumentos para embalar a festa. A Estrada do Itararé se transformara em um cenário de celebração.

Quando Lula iniciou a caminhada, a multidão era avassaladora, todos querendo testemunhar o evento. Ao lado de Renê Silva, Camila Moradia, Marcelo Freixo e Eduardo Paes, o presidente caminhou pela Estrada do Itararé. Diante do Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, Lula saudou a bateria da Imperatriz Leopoldinense e demonstrou seu respeito à escola de samba. Do outro lado da rua, uma imponente faixa com os dizeres “Vote por Marielle Franco” se estendia da varanda. Lula saudou a mensagem, honrando a memória da vereadora assassinada.

Mais tarde, Lula chegou ao Largo do Itararé, onde um caminhão de som o aguardava. Em um discurso emocionante, Lula lembrou das melhorias que o Complexo do Alemão recebeu durante seu governo, graças ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ele também não deixou de alfinetar o adversário sobre a compra de imóveis em dinheiro vivo, provocando aplausos entusiásticos do público.

1 ano depois

Faltando dois meses pra fechar o primeiro ano de governo, o Complexo do Alemão já consegue enxergar um novo horizonte para a comunidade, mas os reflexos já são presentes. “Agora eu tenho carne na mesa” é um dos comentários mais ouvidos entre os moradores. Sobre as melhorias para o CPX, obras de revitalização e de moradia estão em andamento. A cultura volta a ocupar um lugar de protagonismo e iniciativas de educação já se aproximam de uma realidade. Em julho, o Ministro da Educação anunciou a construção de uma unidade do Instituto Federal no Complexo do Alemão. A cerimônia foi acompanhada pelo prefeito Eduardo Paes. Recentemente, o Secretário Nacional das Periferias anunciou que mais de R$ 6 bilhões serão investidos em favelas e periferias do Brasil através do Novo PAC. São em ações como essa que os moradores esperam novos dias para as comunidades.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]