Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

CUFA lança Frente Parlamentar em Defesa das Favelas em Brasília

A Central Única das Favelas (CUFA) e o Respeito à Cidadania dos Moradores realizam nesta terça-feira (6) o lançamento e instalação da Frente Parlamentar em Defesa das Favelas e Respeito à Cidadania dos Moradores (FPF). O evento tem como objetivo fortalecer a voz e a participação política dos moradores de favelas, que representam cerca de 13% da população brasileira, segundo o IBGE.

A FPF é uma iniciativa de diversos parlamentares comprometidos com as demandas sociais, culturais e econômicas desses territórios, que sofrem com a falta de infraestrutura, serviços públicos e oportunidades. A CUFA é uma organização não governamental que atua há mais de 20 anos nas favelas brasileiras, promovendo atividades nas áreas de educação, lazer, esportes e cidadania, utilizando ferramentas como grafite, DJ, break, rap, audiovisual, basquete de rua, literatura, entre outros. O Respeito à Cidadania dos Moradores é um movimento social que busca garantir os direitos humanos e a dignidade dos moradores de favelas, combatendo o preconceito, a violência e a exclusão. A participação no evento é gratuita e aberta ao público.

A Frente Parlamentar conta com 207 assinaturas de deputados e deputadas de todos os partidos. Pelo.lado da CUFA, a liderança fica por conta de Kalyne Lima e Preto Zezé. Enquanto, na área parlamentar, os deputados federais Washington Quaquá e Lindbergh Farias são os nomes que compõem a frente.

O evento acontecerá em Brasília, na Câmara dos Deputados, a partir das 18h.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]