Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Deslizamentos de terra são problemas para moradores de favelas em épocas de chuva

Além do Complexo do Alemão, o Chapadão também registrou caso de deslizamento de terra
Foto: Reprodução

As chuvas que atingem o Rio de Janeiro neste início de ano pegou a muitos de forma desprevenida. Mesmo que “todos saibam” que chove em janeiro, a intensidade das chuvas deixou muitas pessoas desabrigadas e desalojadas, caso que chamou a atenção das autoridades e ampliou o debate sobre mudanças climáticas.

Na Lagoinha, no Complexo do Alemão, um deslizamento de terra atingiu a casa de Josilene Rodrigues, de 30 anos, na última terça-feira (23), Ninguém ficou ferido no deslizamento e a moradora acionou a Defesa Civil.

“Tem o perigo da árvore cair ainda. As raízes estão aparecendo”, diz Josilene, dona da casa atingida por deslizamento no Complexo do Alemão
Foto: Reprodução

Complexo do Chapadão também teve casos

No Morro do Final Feliz, no Complexo do Chapadão, Vanessa Maciel, de 40 anos mora com mais 10 pessoas dentro da mesma casa que foi atingida por deslizamento devido às últimas chuvas. A moradora explicou que não tem dinheiro para fazer obra na casa. Não houve feridos no deslizamento. “O prejuízo foi muito grande. Não queria sair de casa, mas se a Defesa Civil conseguir um lugar pra mim, eu vou ir, claro”, comentou Vanessa.

Vídeo: Reprodução

Em caso de deslizamento na sua região, acione a Defesa Civil pelo telefone 199.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]