Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Saiba funções e deveres de um presidente de associação de moradores

“O presidente da Associação de Moradores é um administrador de problemas”, diz Renato Santos
Renato é presidente de Associação de Moradores da Alvorada, dentro do CPX do Alemão (Foto: Josiane Santana / Voz das Comunidades)

Texto: Mateus Andrade | Fotos: Josiane Santana
Material produzido para o jornal impresso do Voz das Comunidades – Edição Março/2023

O objetivo de uma associação de moradores é proteger os interesses dos moradores de uma região e representá-los perante outras pessoas jurídicas, como empresas e órgãos governamentais. Dentro de uma comunidade, o cargo de presidente da Associação de Moradores é um um posto de extrema importância. Mais que uma figura de liderança, o presidente exerce uma função de mediador.

Contudo, a falta de entendimento dos moradores sobre o papel da Associação de Moradores na comunidade acaba sendo um fator que muitas das vezes atrapalha a prestação destes serviços de mediação.

Ninguém melhor para esclarecer as funções do que quem vive essa realidade no cotidiano. Há mais de 16 anos atuando na Associação de Moradores da Alvorada, Renato dos Santos (58) falou sobre o papel da entidade comunitária e os desafios do trabalho. 

“Para desempenhar esse cargo, primeiramente, precisa gostar. O presidente da Associação de Moradores é um administrador de problemas. Contudo, muitas das coisas não dependem de nós, e sim do poder público. No entanto, podemos orientar e indicar quem pode resolver. Atuamos nessa mediação das situações”, disse Renato.

Qual a importância da Associação de Moradores para a comunidade ?
Costumo dizer que não é a importância da associação para a comunidade, mas a importância do morador na associação. Porque a participação das pessoas é fundamental para o trabalho e funcionamento da associação. Só conseguimos cobrar o poder público se houver esse apoio. 

Quais são as responsabilidades da Associações de Moradores?
A associação de moradores tem diversas responsabilidades. Toda demanda que os moradores têm eles buscam a associações, seja demandas particulares ou de responsabilidade dos órgãos públicos. Temos que estar preparados para orientar essas pessoas, para que elas possam resolver da melhor forma as suas questões. 

Qual erro mais comum as pessoas cometem ao buscar a associação de Moradores? 
Uma coisa que acontece muito é com relação a encomendas e correspondências que vem para a associação, que são de demandas dos correios ou de empresas particulares de entrega. Muitas das vezes é informado para eles que esses objetos foram entregues aqui e não foram. E também como se portar em questões de problemas no abastecimento de água ou fornecimento de energia elétrica.

Foto: Josiane Santana / Voz das Comunidades

Demandas mais procuradas pelos moradores

Renato esclarece que o abastecimento de água nas comunidades é de responsabilidade da Águas do Rio. O que cabe a Associação é acionar o manobreiro da água que atua na comunidade e buscar explicações. 

Com relação ao fornecimento de energia elétrica, o presidente explica que é necessário o morador, primeiramente, ligar para a Light e registar o número do protocolo do atendimento, levar para a Associação e ela acionar a empresa. Quanto mais pessoas efetuarem este processo, mais rápido será o envio de uma equipe de reparo para a região. 

Outras funções das associações são a emissão de comprovantes de residência – exclusivamente da localidade onde funciona -, orientações de acessos serviços públicos  como o CRAS, ou de indicações isenção em sepultamentos. 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]