Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Em reforma, Quadra do Alto do Vidigal ganha cobertura e renasce para a comunidade

Revitalização do espaço traz benefícios e modernização para a favela
Quadra Poliesportiva do Vidigal. Foto: Uendell Vinícius/Voz das Comunidades


A quadra poliesportiva do Vidigal está ganhando uma cara nova. Com obras a todo vapor, a Quadra do Alto, como é conhecida, está nos ajustes finais para ser entregue à comunidade. Localizada na Rua Armando Almeida Lima, s/n, a estrutura já ganhou até cobertura e as obras estão sendo coordenadas pela Secretaria Municipal de Habitação do Rio de Janeiro com o apoio da Prefeitura do Rio.

Depois de tanta espera pela reforma, ver o teto forrado e o segundo andar ganhando forma, mostra o anseio de toda uma comunidade na busca por equipamentos públicos e de qualidade. O presidente da Associação de Moradores, Márcio Farias, de 52 anos, conta um pouco da conquista: “É um sonho, estávamos esperando desde 2012, quando entramos em contato com o Governo do Estado. Nada se resolveu na época, né? Era uma quadra aberta e quando chovia, parava tudo. Até as aulas de reforço eram suspensas. Por isso, o nosso sonho realmente é uma quadra fechada. Uma quadra poliesportiva que atenda a demanda do moradores e que englobe outras modalidades: vôlei, basquete, tênis, futsal e muitos outros. A comunidade pode usar melhor o espaço”.

O local representa uma área de esportes, lazer, cultura, educação e bem-estar: “É um legado! Para os projetos que ficam, para as crianças que praticam esportes e para a educação. Temos aulas de inglês e reforço escolar. E na parte cultural, eventos em geral, festas e bailes”, explica Márcio sobre as atividades que já eram desenvolvidas no espaço antes das obras começarem.

Os desafios se mostram na fala do morador. “Antes a obra estava parada, ficou uns dois meses parada. Agora que voltaram, tem que terminar”, revela Mateus da Silva, de 17 anos, que além da expectativa, aborda também a importância do espaço. “As crianças vai gostar muito, nós também que gosta de uma pelada, um futsal. Vai ter outros esportes também, basquete, vôlei, tênis, tá tendo uma estrutura para isso. Vai ser só alegria e lazer”.

Foto: Uendell Vinicius / Voz das Comunidades

O pedreiro Gilberto Cosme, de 58 anos, trabalha na obra da quadra do Vidigal e falou sobre a estrutura. Sobre o segundo andar, ele conta que “era a antiga cabine da PM. Agora vão funcionar as aulas de reforço e de outros esportes”. Em 2012, com a chegada da UPP, a quadra virou um ponto estratégico para a base para o governo estadual. Na época, a comunidade quase ficou sem o espaço.

Gilberto, pedreiro da obra, fala sobre o que resta fazer na obra. “Tem que pintar os ferros de tinta, falta fazer a frente, cobrir o segundo andar e colocar as instalações das traves”. O Voz das Comunidades entrou em contato com a Secretaria Municipal da Habitação e questionou o prazo de entrega da nova quadra do Vidigal à comunidade. Segundo o órgão, a entrega da quadra poliesportiva será no dia 30 de maio.

Confira fotos:

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]