Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Projeto social de esporte cria caixa de reciclagem para contribuir na alimentação dos alunos do Complexo do Alemão

O ‘Projeto Esporte.com’ atende mais de 100 crianças com ajuda de reciclagem dos próprios moradores
Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

A manutenção de um projeto social é importante demais para toda a comunidade. Promover o esporte e a educação é de fundamental para as crianças da favela. E para manter o projeto Esporte.com, os amigos Antônio Maurício Rainho, comerciante e Roberto de Oliveira, dono de uma lan house, tiveram uma ideia para arrecadar fundos para ajudar na alimentação das crianças que atendem. Um caixote de reciclagem.

Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

O caixote fica na Rua 3, nas Casinhas, no Complexo do Alemão e conta com duas opções de descarte: garrafas pet e latinhas. Qualquer morador pode contribuir descartando os materias nela. Os amigos

O projeto Esporte.com

O Esporte.com foi criado há 2 anos pela dupla. O projeto nasceu depois que Antonio percebeu que as crianças passavam tempo demais em frente às telas de computadores. E hoje, eles fazem a diferença na comunidade.

O jovem João Vitor, de 16 anos, falou sobre a importância do projeto que frequenta. “Eu amo jogar futebol, os treinos tem me ajudado bastante”. A pequena Ruany de Oliveira, 8 anos, disse que joga bola já tem 2 anos “Eu adoro jogar futebol, quero ser jogadora” concluiu.

O Raphael Parente, 12 anos comentou que adora jogar futebol e que o projeto tem ajudado bastante criançada. “A gente gosta muito do Roberto. Ele é ótimo professor e eu gosto muito de jogar futebol. Meu sonho é ser jogador de futebol” finalizou.

Para saber mais informações do projeto só entrar no instagram @projetoesporte.com. Quem quiser colaborar com o projeto também, o pix é o CPF 03754240757

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]