Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

No Morro do Vidigal, professores oferecem aulas de tênis gratuitas para moradores

Iniciativa PlayLife oferece aulas de tênis para jovens de 6 até 14 anos
Foto: Igor Albuquerque / Voz das Comunidades

Há quatro anos atuando no Morro do Vidigal, o projeto social PlayLife tem se consolidado na comunidade por oferecer modalidades alternativas aos moradores da região. Além de levar a prática do futebol feminino, a iniciativa trouxe o tênis para o Vidiga. 

Um esporte que é tido como elitizado, agora é ensinado de forma gratuita aos jovens da região, por meio dos professores Leonardo Ferreira, Rogério Silva e Aguinaldo Nascimento, mais conhecido como “Cuca”.

O PlayLife teve o seu início em 2016, através da gestora e professora Tamires Domingos, que foi ex-aluna do projeto e viu a necessidade de continuar oportunizando crianças e jovens através do esporte. Ela, então, começou a dar aulas de futebol feminino na quadra. Em 2019, fez parceria com Leonardo e Cuca, que sempre tiveram interesse em incluir a modalidade tênis na quadra do Alto Vidigal para crianças.

Esporte tido como elitista, grupo de moradores populariza o ensino da modalidade (Foto: Igor Albuquerque / Voz das Comunidades)

O professor Cuca ressalta a importância de popularizar o tênis para os moradores da região. “Dar oportunidade, incentivar e empoderar crianças e adolescentes através do esporte, cultura e educação. Acredito que o tênis seja uma maneira de inclusão social, através desse esporte é possível unir todas as classes sociais. Então, se uma criança aprende e desenvolve o esporte e deseja se profissionalizar, com certeza estará entretida com pessoas de grande importância”, diz.

Cuca começou a praticar o tênis com 19 anos de idade, muito tarde para quem almeja ser profissional. Contudo, se manteve no esporte trabalhando como boleiro em um clube da Zona Sul do Rio de Janeiro, onde ganhou a sua primeira raquete. Nos intervalos, colocava em prática esses ensinamentos assistidos por ele. “Com isso, me apaixonei pelo esporte. Procurei melhorar cada vez mais. Joguei e fui várias vezes campeão de torneios do circuito de amadores do estado do Rio de Janeiro. Me formei em Educação Física e me especializei em tênis e beach tênis, ou seja, tudo que tenho hoje é graças a este esporte. Trabalhar num projeto social, para mim, é uma maneira mínima de retribuir o que recebi, dando oportunidade”, completa. 

As aulas de tênis do PlayLife contemplam crianças de 6 anos até 14 anos, e acontecem todas às segundas-feiras, em dois horários: das 8hs às 10h e das 15h e às 17h.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]