Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Vagas abertas para a equipe de jornalismo do Voz das Comunidades

Equipe do jornal impresso está com oportunidades abertas para jovens jornalistas
Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades

A ONG Voz das Comunidades está com vagas abertas! Estamos procurando pessoas para integrar a equipe do nosso jornal impresso. A iniciativa visa ampliar a participação de moradores locais na produção jornalística, promovendo inclusão e diversidade.

Oportunidade de Participação na Equipe de Jornalismo:

Estamos buscando pessoas interessadas em jornalismo, matriculadas a partir do 2º período dos cursos de ensino superior, com habilidades e experiência em escrita e elaboração de textos jornalísticos. Residentes no Complexo do Alemão, Complexo da Penha, Vidigal ou em bairros/favelas próximas podem participar.

A ONG estimula a candidatura de mulheres, pessoas negras, moradores(as) de favela e pessoas LGBTQIA+, promovendo representatividade na equipe.

Distribuição do jornal impresso ocorre mensalmente
Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades

Etapas de Seleção:

O processo de seleção incluirá inscrições online até 15/03/2024, seguido pela seleção e entrevistas online nos dias 20, 21 e 22 de março. Os resultados serão divulgados até 26/03/2024, com início das atividades em 01/04/2024.

Benefícios e Remuneração:

Os selecionados receberão uma bolsa por reportagem, conforme a tabela de valores por caracteres do Voz das Comunidades. O pagamento ocorrerrá até o quinto dia útil do mês.

Inscrições e Informações:

Interessados podem se inscrever preenchendo o formulário disponível aqui. Para mais informações, acesse o portal da ONG Voz das Comunidades ou entre em contato conosco através das redes sociais.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]