Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

“Tranca-ruas”: projeto ‘Entre Lugares Maré’ estreia seu 10º espetáculo nesta quinta-feira (14)

Projeto completa 11 anos levando arte, cultura e educação para joven
Foto: José Bismarck / Divulgação

“Tranca-ruas ou 7 Caminhos para o Abre-alas” é uma peça teatral inovadora que se destaca por sua abordagem criativa e multifacetada. Dividida em sete partes distintas, que incluem contos e cenas-rituais, a obra mergulha em temas contemporâneos relevantes, como intolerância, assédio e amor homoafetivo. O espetáculo é uma criação do Projeto Entre Lugares Maré que, há mais de uma década, tem sido um farol de oportunidades e aprendizado, oferecendo de forma gratuita uma variedade de aulas envolvendo corpo, dramaturgia, dança, canto, atuação e outras atividades teatrais. 

O diferencial da peça reside na sua conexão com o carnaval, adotando essa festividade como uma unidade temporal que costura os episódios diversos apresentados. A força do carnaval, com sua capacidade de transcender o real e permitir a exploração de novas possibilidades e realidades, é habilmente utilizada como um dispositivo na peça. Essa força carnavalesca é empregada para estimular a imaginação e abrir espaço para a criação de novos caminhos e perspectivas.

As apresentações vão acontecer nos dias 14, 15, 16 e 17 de dezembro, no Museu da Maré, às 19h, com entrada gratuita. Os ingressos serão distribuídos uma hora antes do início de cada espetáculo. No dia 20 de dezembro, a apresentação é na Areninha Cultural João Bosco, em Vista Alegre, também às 19h. A classificação etária é de 12 anos.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]