Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Quadrilhas juninas mantêm viva a tradição da Festa do Interior; Confira as quadrilhas que estarão no Arraiá do Alemão de 2024

A dança criada na europa se popularizou no interior do Brasil e hoje representa toda uma cultura nordestina.
Foto: Hector Santos / Voz das Comunidades

A quadrilha é um estilo de dança folclórica muito popular no Brasil. E você sabia que ela teve origem na Inglaterra, no século XIII? Vamos de um pouquinho de história. Depois de sua origem, ela foi incorporada e adaptada à cultura francesa, onde se desenvolveu nas danças de salão a partir do século XVIII. Dessa forma, ela se popularizou entre os membros da nobreza europeia.

E a partir do século XIX, a dança chegou no Brasil mediante influência da corte portuguesa, sendo muito bem recebida pela nobreza carioca. E por mais que a quadrilha fosse uma dança dos meios aristocráticos, mais tarde ela conquistou o povo e adquiriu um significado novo e mais popular. A quadrilha ganhou muita fama nos meios rurais como um festejo para agradecer a colheita e, ainda, homenagear os santos São João, Santo Antônio e São Pedro.

Felipe Machado, diretor da Liga Independente de Quadrilhas do Estado do Rio de Janeiro, conta que, na década de 80, a dança se popularizou muito na Cidade Maravilhosa. “Tivemos uma explosão do número de grupos de quadrilha junina entre os anos 80 e 2000. O estado registrou 753 grupos existentes. Esses grupos passaram a concorrer de forma amadora, ruas contra ruas e depois bairros contra bairros; Assim nasce a organização de entidades representativas que passam a organizar concursos de quadrilha em todo o estado”, explica Felipe.

Por mais que as festas juninas tenham se popularizado também pela igreja, que toma pra si a cesta dos santos como meio de arrecadação, os torneios de quadrilhas juninas evoluíram muito e hoje são profissionais. As competições trazem uma verdadeira mostra do folclore brasileiro, movendo uma produtiva significativa com comércio, indústria, gastronomia.

As quadrilhas juninas surgiram há séculos atrás na Europa e, hoje, se popularizaram e movem uma cadeira produtiva no Brasil.
Quadrilha de Santa Rita no Arraiá do Alemão em 2023. Foto: Hector Santos / Voz das Comunidades

É o caso da Quadrilha de Santa Rita, que se apresenta neste sábado no Arraiá do Alemão. Para Yuri Fernandes, coreógrafo e coordenador da Quadrilha, assim como o carnaval, o movimento junino é muito bem frequentado aqui no RJ. Não tem a mesma proporção de importância, mas abraça todo tipo de pessoa. “Essas festas que nos recebem fortifica e expande a nossa existência. Os festivais com seus registros mostram o quão animador e importante é a presença de um grupo junino, dentro de uma festa junina. Quanto mais festa, mais danças e mais visibilidade e importância para nosso movimento”, conta o coreógrafo.

Confira abaixo as quadrilhas que estarão presentes neste sábado no Arraiá do Alemão de 2024.

SANTA RITA
Ano de Fundação: 1995

De onde é o grupo: Ramos – Rio de Janeiro

Tema: 

“Guerra no sertão ou amor no coração? 

Batalha entre reis faz a festa no São João.” 

A Quadrilha Santa Rita, fundada em 1995, é um grupo vibrante e apaixonado de Ramos, RJ. Com o tema “Guerra no sertão ou amor no coração? Batalha entre reis faz a festa no São João”, eles trazem alegria e entusiasmo para cada apresentação.

SÃO JUDAS
Ano de Fundação: 2001

De onde é o grupo: Anchieta – Rio de Janeiro

Tema:

Em 2024 a quadrilha São Judas Show contará uma história que tem como pano de fundo dois adolescentes que se apaixonam em uma noite de São João. O tema Fagulhas irá provocar todos a se inspirarem no visual das festas de São João espalhando muitas fagulhas pelos Arraiás . 

JUNINA DANÇAST 

Ano de Fundação: 2013

De onde é o grupo: São João de Meriti – Rio de Janeiro

Tema:
Em 2024 a Junina Dançart irá fazer uma viagem rumo ao Pará contando sua cultura, temperos , a fé do povo paraense e as lendas encontradas neste estado rico de ritmos e cores.

JUNINA FAZENDÃO DE CG
Ano de Fundação: 

De onde é o grupo: Campo Grande – Rio de Janeiro

Tema:
Os Reis do Nordeste – Festa, cultura e tradição.

Uma quadrilha Junina que está montando um lindo espetáculo para você festeiro e seus convidados amar. A direção artística é composta pelo grande e conhecido Igor Almeida, que está nesse mundo junino levando e indicando grandes quadrilhas por todos os arraiás do RJ

FORROZÃO JUNINO
Ano de Fundação: 2008

De onde e o grupo: Bonsucesso – Rio de Janeiro

Tema:
“Dom Qui-Xote”

A Quadrilha Forrozão Junino, é um grupo de dança junina fundado em 2008, com o objetivo promover a cultura junina carioca em eventos públicos e privados no estado do Rio de Janeiro. Ao longo dos anos, o grupo tem conquistado títulos, como o de melhor apresentação e melhor figurino.
Além da dança, a Quadrilha Forrozão Junino também se envolve em atividades culturais, como oficinas de corte e costura, criação de adereços e alegorias, e confecção de figurinos para a temática escolhida. O grupo é composto por cerca de 70 pessoas, incluindo dançarinos, produtores e diretores.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]