Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

“Por um Natal Melhor”: Voz das Comunidades realizará 17ª edição da campanha; saiba como ajudar

A entrega será feita em pelo menos 23 localidades das comunidades e, até o momento, a ONG conseguiu arrecadar cerca de 2 mil cestas básicas
Foto: Marlon Soares / Voz das Comunidades
Foto: Marlon Soares / Voz das Comunidades

O Voz das Comunidades está realizando a 17ª edição da ação “Por um Natal Melhor”, que tem como objetivo entregar 3 mil cestas básicas às famílias que vivem em situação de vulnerabilidade dentro da comunidade. A entrega será feita em pelo menos 23 localidades das comunidades e, até o momento, a ONG conseguiu arrecadar cerca de 2 mil cestas básicas. 

Segundo o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, a insegurança alimentar leve, moderada e grave chega a 57,1% da população do Rio. Para Geisa Pires, coordenadora da equipe de Responsabilidade Social do Voz, mesmo após o período de isolamento da pandemia, as pessoas continuam precisando de ajuda para manter a comida na mesa. “Quase todo dia pessoas nos procuram para pedir cestas básicas. O Voz, enquanto organização, tem sido um ponto no qual elas procuram por suporte.”, afirma.

Doe e ganhe um boné CPX

Quem doar uma cesta básica, ganhará de brinde um boné CPX, que viralizou durante as Eleições Presidenciais 2022 e virou símbolo de resistência da favela mediante as acusações de Jair Bolsonaro.

As doações para a campanha Por Um Natal Melhor podem ser feitas para o Voz das Comunidades, por meio do PayPal ([email protected]), PicPay (vozdacomunidade) ou PIX do Voz das Comunidades (21.317.767.0001-19). Também pode levar doações até a Casa Voz. O endereço é Rua Engenheiro Manuel Segurado, 228.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]