Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Por um Natal Melhor: Voz das Comunidades entrega 3 mil cestas básicas em favelas do Rio

Organizado pela equipe de Impacto Social da ONG, 24 localidades foram contempladas pela iniciativa este ano
Foto: Selma Souza
Foto: Selma Souza

A ação “Por um Natal melhor”, do Voz das Comunidades, levou mil cestas básicas para 24 localidades dos Complexos do Alemão e Penha, na Zona Norte do Rio, neste sábado (17). Em um trabalho coletivo organizado pela equipe de Impacto Social, cerca de 100 voluntários da ONG “meteram a mão na massa” e carregaram cestas pelos becos e vielas das favelas. Outras mil foram entregues a outras ONGs para que sejam distribuídas a mais moradores e mais mil para demais favelas do Rio.

As localidades contempladas na ação foram: Merendiba, Vila Cruzeiro, Sereno, Vacaria, Terra Prometida, Caixa D’água, Adeus, Reservatório, Areal, Pedra do Sapo, Baiana, Lagoinha, Inferno Verde, Palmeiras, Fazendinha, Casinhas, Mineiro, Matinha Galinha, Favelinha da Skol, Prédios da Itaóca (antiga FAETEC) Capão, Aterro e Zona do Medo.

Rene Silva, fundador e presidente do Voz, diz que essa ação tem uma importância muito grande. “2022 foi um ano que sofremos muito com a vulnerabilidade social. As famílias precisando muito, muitas sem ter o que comer com o aumento da fome e o desemprego. Até mesmo aquelas pessoas que não precisavam antes, agora percebemos que estão precisando também”, explica. Rene ressaltou que o Natal é uma data simbólica de fartura de comida, mas existem pessoas que não tem o básico. “Essa ação mexe muito comigo porque a gente tá falando de vulnerabilidade social, então me sensibiliza. E as pessoas estão mais sensíveis. Então, nós queremos tentar levar pelo menos esperança.”

Natal sem fome e com esperança

Moradora da Zona do Medo, a aposentada de 71 anos, dona Resete Conceição tem 3 netos e 2 filhos.
Ela contou que receber a cesta básica neste mês de dezembro foi super importante, porque sua família está precisando. “Tem dia que não tem o que comer. É tanto empréstimo que nem sobra dinheiro da aposentadoria, mas preciso fazer isso até porque minha filha faleceu. Então, essa cesta vai nos dar um respiro”, disse.

Da esquerda para a direita: Maria da Penha e Rosete
Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades

Maria da Penha, de 61 anos, é vizinha e amiga de dona Resete e comentou que as duas estão sempre se ajudando. “Às vezes, ela tá sem sal e pega comigo, outras eu tô sem arroz e pego com ela. E assim vai”, explica. Ela ainda não conseguiu se aposentar porque desempenhava função de doméstica sem carteira assinada. “A cesta vai ajudar muito, graças a Deus que veio! Que vocês sejam abençoados e as doações multipliquem para que possam nos abençoar mais”, ressaltou a moradora, desejando um Feliz Natal.

Foto: Hector Santos
Foto: Yuri Ciga

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]