Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Naves do Conhecimento estão com mais de 3 mil vagas abertas; saiba mais

São diversos cursos de capacitação nas áreas de tecnologia, comunicação e empreendedorismo
Foto: Prefeitura do Rio / Divulgação

As Naves do Conhecimento, unidades de educação e tecnologia espalhadas pelo Rio de Janeiro, estão com 3.700 vagas abertas para iversos cursos gratuitos nas áreas de tecnologia e empreendedorismo. As unidades estão localizadas em Madureira, Irajá, Triagem, Santa Cruz, Padre Miguel, Vila Aliança, Engenho de Dentro, Penha e Nova Brasília.

Todos os cursos oferecidos são presenciais. Confira só alguns dos vários disponíveis: Práticas de Vôo com Drones, Excel, Informática Básica, Informática Sênior, Fotografia com celular, Mercado de Trabalho e Currículo, Introdução à Impressão 3D, Marketing Digital, Programação em Python, Design Gráfico, Formatação de Computador, Light Painting, Introdução a Rede de Computadores, Introdução ao E-Sports, Canva, entre outros.

No Complexo do Alemão, Nave do Conhecimento ‘Nova Brasília’ capacita moradores

Conhecimento, inovação e transformação. É o que a Nave do Conhecimento da Nova Brasília vem promovendo para moradores do Complexo do Alemão há mais de 2 anos Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

A nave Nova Brasília fica na Praça do Terço, ao lado do Cine Carioca e também oferece cursos nas áreas de Fotografia, Programação Digital, Canva e outras modalides. O local funciona de segunda à sexta-feira, de 9h às 21h. Nos sábados, de 9h30min da manhã às 16h30min da tarde, atendendo público a partir dos 8 anos de idade.

Além dos cursos, Workshopping, palestra e oficinas também estão disponíveis na programação do mês de novembro. Para saber mais sobre as atividades e inscrição só acessar o site: https://www.navedoconhecimento.rio/

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]