Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Morador do Complexo da Penha ganha campeonato estadual de jiu-jitsu

Competição é a principal de jiu-jitsu no estado do Rio de Janeiro
Foto: Reprodução

Disciplinado, dedicado, um atleta diferenciado… Assim é conhecido Ryan Candito de Lana.

Ryan tem 13 anos e é morador do Complexo da Penha, Zona Norte do Rio. Recentemente o atleta ganhou o Campeonato Estadual da FJJ-RIO, a principal federação de jiu-jitsu do estado do Rio de Janeiro, que aconteceu no dia 16 de junho deste ano na Arena Juventude Deodoro.

O jiu-jitsu está na vida do Ryan há 3 anos. De acordo com seu treinador e professor, Soldado Barroso, o atleta deu início a sua trajetória na faixa branca, passando para a cinza e hoje está na faixa amarela.

Soldado Barroso, que está lotado na 7ª UPP/ 16ª BPM da Vila Cruzeiro, explica que desde que Ryan se envolveu no esporte ele tem se destacado por ser um atleta diferenciado. “Não falta treino, não falta a escola, é exemplo para os demais. É uma honra para nós, professores, poder proporcionar esse momento para o atleta, pois nada disso poderia ser possível se ele não se dedicasse”, conta o treinador.

O projeto em que Ryan faz parte é uma iniciativa da Polícia Militar que realiza escolinhas nas UPPs chamadas Geração UPP – Jiu-Jitsu. O treinamento acontece no IBIS ao lado do campo do ordem na Estrada José Rucas, 1266, na Penha. E o treinador promete, “é só o começo”.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]