Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Jovens de favela ganham bolsa para estudar ballet em Nova York e fazem vakinha para custear passagens

A meta dos bailarinos é bater pelo menos 20mil na vakinha online até julho deste ano
Foto: Alexandre Martins

Os bailarinos Duda Macedo de 15 anos e Júlio Santiago de 18, ganharam bolsas integrais para estudar na escola de ballet Dance Theater of Harlem School, em Nova York. Serão 22 dias de estudo, com a chance de serem chamados para integrar na Cia.

Mas infelizmente eles não têm renda suficiente para pagar as passagens e manter os custo de vida em  Nova York.

Quem são os bailarinos?

A jovem Maria Eduarda da Silva Macedo, mas conhecida como Duda Macedo, de 15 anos, moradora de Inhaúma, iniciou seus estudos em ballet no Complexo do Alemão, no projeto ‘Vidançar’ aos 5 anos.

Em 2017, aos 8 anos, Duda foi aprovada para escola de dança Maria Olenewa do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, terminando seus estudos em 2023, completando 6 anos de estudo. Hoje aos 15 anos, é aluna do Studio Gouvea Coaching, onde tem sua preparação física e clássica desde 11 anos.

O bailarino Júlio César Fernandes Santiago, com seu nome artístico Júlio Santiago, nasceu em Belford Roxo, iniciou seus estudos no ballet clássico aos 14 anos. No ano de 2023 também foi aprovado para a  escola de dança Maria Olenewa do Theatro Municipal do RJ, encerrando seus estudos no ano de 2023. No mesmo ano conquistou uma bolsa integral no renomado Studio Gouveia Coaching, e hoje aos 18 anos tem sua preparação física e clássica direcionada pela Professora Renata Gouveia Kraszczuk. 

Em junho do ano passado, os jovens participaram da “FIDPOA”, uma competição de dança que aconteceu em Porto Alegre e lá teve o contato com Robert Garland, diretor artístico da companhia. Ao final da premiação do evento, foram contemplados com 2 bolsas de estudos integrais para o Dance Theater of Harlem School, a escola oficial da companhia, onde a brasileira Ingrid Silva faz parte. Além disso, eles também foram contemplados com alojamento para o período da bolsa.

Saiba como ajudar

A meta de ambos é bater, pelo menos, 20 mil reais até julho deste ano. Com isso, eles criaram uma vakinha online que está disponível neste site.

.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]