Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Jovem atleta do Vasco morador do Tuiuti é enquadrado como ‘adolescente infrator’ pela Polícia enquanto voltava do treino de remo

Mesmo mostrando comprovação de ser atleta do Vasco, o jovem foi encaminhado para delegacia
Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo

Um jovem de 14 anos, morador do Morro do Tuiuti, na Zona Norte do Rio de Janeiro e atleta de remo do Vasco da Game foi enquadrado por policiais enquanto voltava para casa depois do treino. O garoto foi detido dentro do ônibus. O fato aconteceu na última segunda-feira (15). A informação é do Globo Esporte.

O Vasco da Gama emitiu nota sobre o ocorrido nas redes sociais. Nela, o clube detalha que foi contatado pela mãe de um jovem que relatou o ocorrido ao clube. Na abordagem, o atleta chegou a pedir que aos policiais que o abordaram que entrassem em contato com o Vasco da Gama e mostrou a carteirinha do clube, o que foi ignorado pelos policiais. O clube detalha que não foi contatado por nenhuma autoridade. Na nota, o Vasco afirma que acionou o departamento jurídico.

O Globo Esporte também emitiu nota da Polícia Militar sobre o caso. Descrevendo o caso de um furto ocorrido na Av. Presidente Vargas, a nota informa que quatro menores foram abordados por policiais e, com o grupo, dois celulares. Uma das vítimas do furto foi até a delegacia para reconhecimento dos jovens, mas nenhum foi reconhecido. Os adolescentes foram conduzidos à 4ª Delegacia de Polícia, na Praça da República e, posteriormente, liberados. A nota finaliza com a informação de que “o comando do 5° BPM (Praça da Harmonia) instaurou um procedimento apuratório para analisar a conduta dos policiais. Cabe ressaltar que a corporação não compactua com quaisquer desvios ou qualquer tipo de ato discriminatório cometido por policiais militares.”

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]