Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Com nome de grande liderança do CPX, Sarau da Zilda acontece nessa sexta (17)

A Escola Quilombista Dandara de Palmares, recebe o primeiro Sarau de 2024
Foto: Patrick Marinho / Divulgação

Arte, poesia e cultura da favela. Esse é o Sarau da Zilda que acontecerá nesta sexta-feira (17), às 19h30, na Rua Sebastião de Carvalho, nº 36, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro.

O espaço terá uma programação cheia de atividades como poesia, contação de histórias, lançamento de livros, filmes, pinturas e músicas. Um lugar acolhedor para corpos potentes e criativos que quiserem apresentar diversas linguagens de artes. A entrada é gratuita e o microfone aberto. Venha conhecer e somar com nós no “nós por nós”.

O evento terá atrações especiais: Mano Teko, Lis MC, Favela Grime, Pretto, Banda Proceder, Jooy e DJ Khamarinha. Também terá exposição de “Mulheres Raízes”, obra que se caracteriza por representar mulheres fortes e potentes das favelas, em especial do Complexo do Alemão. A exposição foi organizada pela ONG Raízes em Movimento que atua no CPX. Haverá uma banca com a venda dos livros do principal pensador quilombola do país, Antônio Bispo, conhecido como Nego Bispo.

Arte: Divulgação

Por dentro da história, a matriarca Zilda Chaves é uma das fundadores da Escola Quilombista Dandara de Palmares. Em 2017, um grupo de moradores do projeto Ocupa Alemão: Favela Quilombo, no Complexo do Alemão, deu início ao projeto de educação com formação voltada para o autocuidado comunitário, preservando os valores ancestrais. Atualmente são oferecidas atividades voltadas para crianças e adolescentes como música, matemática, alfabetização, capoeira, audiovisual, oficinas de nutrição, saúde bucal, entre outras. 

Toda renda gerada e arrecada no evento com vendas de bebidas, comidas, livros e camisas, será revertida pra escola autônoma e comunitária Dandara de Palmares.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]