Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Beco do Sabino na Grota tem subida marcada pelo descaso público

Postes caindo, caminhos quebrados e esgoto escorrendo pelas escadas na subida de acesso para a Alvorada
Foto: Josiane Santana / Voz das Comunidades

Um conjunto de problemas. Essa é a impressão que temos no Beco do Sabino que, na edição passada, inclusive, falamos sobre a situação da iluminação no local. Mas no caminho da Vila Jairo, que dá acesso à Alvorada, vemos os moradores convivendo com o descaso. Ao parar para conversar com eles, não há quem não se queixe das escadas, postes caindo e esgoto a céu aberto. Mais uma vez, os próprios moradores colocam “a mão na massa” para resolver problemas que devem ser de responsabilidade pública.

Na subida do Sabino em direção a Alvorada, encontramos outro risco iminente. A via que deveria facilitar o acesso dos moradores está com rachaduras que comprometem a estrutura e uma parte das pedras caindo. A manicure Jenifer Soares, 30 anos, conta que teme acidentes no local, principalmente por ser passagem para muitos idosos que moram na localidade. Ela diz que não deixa nem seus filhos andarem pelo caminho mesmo ele sendo o acesso mais rápido para a sua casa. “Não tá dando pra passar. Quando eles vêm da escola, passam por aqui todo dia e já tô até falando para eles descerem e darem a volta, porque eu acho que mais uma chuva forte e isso aqui cai tudo”, afirma. 

Cristiano Souza, de 48 anos, mora ao lado do caminho e se arrisca atravessando: “É muito ruim, já foi bom. Agora tá tudo ruim. O caminho ruim, não tem outro lugar para passar, tem que se arriscar. Estiveram aqui quando teve eleição, a gente tá esperando até hoje, mas não resolvem nada. Quando chove, fica ruim para passar, porque fica escorregadio”, relata. Além do risco na travessia, tem outro problema: na casa dele a água está minando por baixo. O morador conta que a Defesa Civil já esteve lá e condenou a casa, mas, sem ter para onde ir, permanece no local.

Também reforçamos novamente, os problemas da fiação solta, transformadores desativados e falta de iluminação. No mesmo caminho na subida do Beco do Sabino uma escadaria construída pelos moradores está com esgoto descendo pelos degraus e sem iluminação pública, apenas clareada pela luz nas casas dos moradores. 

Entramos em contato com o presidente da  Associação de Moradores da Grota, Marquinho Balão. Ele informou que está acompanhando a situação e aguardando reparos da prefeitura. A Secretaria Municipal de Conservação Do Rio de Janeiro (SMCRJ) informou que mandará uma equipe ao Beco do Sabino, a fim de fazer uma vistoria e encaminhar para as providências necessárias.

Sobre a situação dos postes no Beco do Sabino, entramos em contato com a concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica, a Light. Solicitaram fotos do local, código do cliente e chamado dos moradores. Seguimos acompanhando a situação. 
Atenção, morador! É possível informar problemas, realizar solicitações e acompanhar processos através da Central 1746 de Atendimento ao Cidadão, o canal de comunicação da prefeitura, através do telefone 1746, pelo portal ou aplicativo também.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]