Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Baile Black Santa retorna ao Morro dos Prazeres, no próximo sábado (18): ‘Unindo o morro e o asfalto através da cultura preta’

Próxima edição acontecerá no sábado, a partir das 15h, no Morro dos Prazeres
Foto: Divulgação / Black Santa
Foto: Divulgação / Black Santa

Tudo começou… no Morro dos Prazeres. O tradicional Baile Black Santa, após um hiato de três anos, está de volta ao seu local de origem, no coração de Santa Teresa, Zona Central do Rio de Janeiro. Quem pegou a época que o evento sacudiu a cena voltada para a música negra da cidade, sabe como esse retorno é esperado. A edição ‘Aquecimento de Cria’ está marcada para o próximo sábado (18), de 15h às 23h, na Quadra da Barreira, localizada na Rua Gomes Lopes. 

Fundadores do Baile Black Santa. Jefferson Amaro é o segundo (da dir. para a esq.)
Foto: Divulgação

Fundado em 7 de agosto de 2012 por oito jovens pretos do morro, a BKS era um evento considerado tradicional por muitas pessoas.  “Um evento preto, criado e produzido por jovens favelados pretos de total protagonismo e credibilidade, unindo o morro e asfalto através da cultura preta. Agregando e disseminando um movimento preto principalmente para os moradores daqui”, reforça Jefferson Amaro, um dos criadores da festa. 

Ele reforça: “Foi o primeiro coletivo a levar black music para dentro do Morro dos Prazeres. Criamos, inovamos e fomos pioneiros nesse cenário em periferias, quando ninguém enxergava potencial de entretenimento dentro dos becos”. 

O baile teve sua última edição no asfalto em 2021, mas sua última edição nos Prazeres foi em 2016. “A pausa aconteceu por várias razões. Entre elas: confrontos de operações policiais, pandemia do Covid-19 e insegurança no território. Mas tudo isso é passado. Justamente pelo fato do clima estar seguro, decidimos fazer a retomada da festa no morro”, comemora Jefferson.

Mas, o que o público pode esperar dessa edição? Jefferson enfatiza que o BKS é muito conhecido e lembrado por ser um ambiente seguro. “Respeitoso, de afeto, que apoia a diversidade, que inclui diferentes perfis de pessoas, dando visibilidade e empoderamento às populações plurais. A gente valoriza os favelados promovendo entretenimento premium de qualidade, com uma line-up super variada e com cobrança de ingressos no valor extremamente acessível e justo.”

“Como a gente abraça tanta gente diferente? Deixando as pessoas à vontade. Literalmente em casa! Respeitando as minas e o manos de forma mais verdadeira possivel. Todo esse movimento do Black Santa, faz com que os próprios moradores sintam-se orgulhosos de algo que veio de dentro dos Prazeres e que ganhou a cidade, gerando economia e soluções criativas para a comunidade”, finaliza.

Ingressos

Quem quiser colar, pode comprar seu ingresso clicando aqui. O valor é R$ 30, sendo R$ 5 de cada ingresso destinados ao Rio Grande do Sul.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]